terça-feira, 3 de abril de 2012

Os dois craques da seleção uruguaia que atuam no Brasil estão sem jogar: o Loco Abreu machucado e o Fucile poupado


Jorge Ciro Fucile na coletiva de imprensa

'Sem dúvida o cansaço era grande e, por sorte, já estou melhor. Ficar de fora (nas vitórias sobre o Bragantino e o Guará) foi bom para que eu pudesse descansar. Disputar tantos jogos consecutivos cansa qualquer atleta e, tenho certeza: voltarei com força total a equipe', afirmou Fucile.
O lateral santista, contratado no início deste ano por empréstimo, junto ao Porto (Portugal), reconheceu que a maratona atravessada pelo Peixe tem deixado vários atletas do elenco desgastados fisicamente.
'O professor (técnico Muricy Ramalho) nos alertou sobre como é difícil jogar tantas partidas seguidas. O problema não é só jogar as duas competições (Paulistão e Copa Libertadores da América), mas o fato de você atuar quarta e domingo durante quase todas as semanas', comentou.
Por isso, Fucile destacou a necessidade de um grupo de jogadores, com peças de reposição de qualidade. 'Os reservas precisam estar bem fisicamente, para quando a chance aparecer, eles mostrarem que podem ser titulares também, como foi nos últimos jogos (diante do Braga e do Guará). Precisamos que todos estejam bem', destacou.
Apesar disso, o ala uruguaio deseja aprimorar o seu condicionamento físico para dar segurança total a Muricy no que diz respeito ao seu setor, visando os momentos decisivos da temporada. 'Vamos ter partidas importantes mais a frente e eu vou trabalhar muito forte a parte física. Espero ficar ainda melhor', encerrou.
Nas graças da torcida santista e do técnico Muricy Ramalho, o lateral-direito Fucile, titular absoluto do time santista, diz não se considerar o dono da posição. O jogador uruguaio faz elogios a Maranhão, contestado pelos torcedores, e ao jovem Crystian. Por isso, garante estar dando duro para se manter no time.
- Nunca tenho zona de conforto e nem sou titular indiscutível. Tenho de trabalhar muito duro e tenho expectativa para jogar sempre. Ainda tem o Crystian, machucado, o Maranhão, que jogou a última partida muito bem. Eu tento sempre melhorar - diz Fucile.
Maranhão foi titular nas vitórias contra o Bragantino e o Guara, mas o técnico Muricy Ramalho deixou bem claro que o jogador ainda precisa melhorar –
Maranhão foi oferecido ao Guarani, em uma possível troca com o zagueiro Neto. O caso de Crystian é diferente. O jogador sofreu uma lesão na coxa direita, na vitória contra o Guarani por 2 a 0, no final de fevereiro. Crystian ainda não tem condições de retornar aos gramados.
Muricy Ramalho pediu para a diretoria santista contratar mais um jogador na posição. O treinador está preocupado com as eventuais convocações de Fucile para a seleção uruguaia. Apesar de contar com o apoio do torcedor santista, o uruguaio não se ilude com o momento.
- Ainda estou bem, mas comecei agora, falta muito campeonato. Você sabe que hoje posso ser um rei e amanhã um "palhaço". A torcida pede paixão, jogar cada bola com sentimento, raça. Jogar mal ou bem depende do que vai acontecer.
Fucile disputou 10 partidas com a camisa santista e marcou um gol.
O lateral uruguaio deve voltar ao campo no jogo da quarta-feira, em Porto Alegre, pela Libertadores diante do Inter.
lance do treino donde o goleiro Renán da uma joelhada no Loco Abreu
Em tanto, com dores na costela direita, Loco Abreu não viajará para Campinas com o restante da delegação e desfalcará o Botafogo contra o Guarani, pela Copa do Brasil. O uruguaio consegue se movimentar sem qualquer tipo de limitação, mas a região está muito dolorida. O problema foi decisivo para que o departamento médico indicasse mais tempo de descanso e o desfalque para a partida desta quarta, às 22h.
Após desfalcar o Botafogo diante do Fluminense, Loco Abreu treinou separadamente nesta segunda-feira e segue como dúvida para a próxima partida contra o Guarani, nesta quarta, pela Copa do Brasil. O uruguaio ficou aproximadamente 40min na academia do Engenhão e seguiu para o campo anexo, onde alternou treino físico e técnico com o preparador Leandro Cardoso.
O atacante já havia ficado de fora do empate por 1 a 1 no clássico com o Fluminense, no último domingo, no Engenhão, pela sexta rodada da Taça Rio. O camisa 13 recebeu uma joelhada do goleiro reserva Renan durante o treinamento da última sexta-feira. Desde então, o atleta vem realizando tratamento intensivo à base de gelo e anti-inflamatório.
Antes da contusão, Loco já havia sido poupado de algumas partidas por estar em meio a um preparação personalizada visando um melhor condicionamento físico e técnico, que durou três semanas. O jogador voltaria diante do Tricolor, mas as dores eram fortes e ele acabou sendo poupado do clássico.
O principal receio do departamento médico é que Abreu leve mais uma pancada no local nesta quarta-feira e desfalque o Alvinegro por um período ainda maior. O uruguaio demonstrou vontade de atuar, mas foi convencido a ficar apenas treinando mais uns dias para voltar quando estiver 100%.
Desta forma, o atacante deverá estar em campo contra o Friburguense, no sábado, às 16h, no Engenhão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário